Coordenadora Editorial

Marta Roque

martaroque@tejomag.pt

Sou licenciada em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica Portuguesa. Comecei no jornalismo de informação há 17 anos na Radio litoral Oeste, em Óbidos. Fiz estágio de fim de curso na TSF. A rádio sempre foi a minha paixão, por isso continuei a formação na Antena1, em produção de informação. Coordenei a revista de ambiente e energia O Instalador, na era da explosão dos incentivos às energias renováveis. Depois de uma década na comunicação cívica de direitos humanos voltei em 2022 ao jornalismo, agora espero contribuir no TejoMag para aprofundar a realidade como ela é.

Artigos mais recentes de Marta Roque

Quando a doença renal se cruza com várias patologias

Neste podcast dou a conhecer o caso de saúde da Claúdia Baptista, que para além de ser doente renal crónica tem um aneurisma cerebral. Foi operada ao cérebro no início deste ano. Depois de ter estado em coma com convulsões encontra-se a recuperar bem, e aparentemente é um caso bem-sucedido.

Casas da Nazaré

No primeiro dia do ano fomos ver a terra de pescadores onde o mar agora atrai turistas para surfar as ondas gigantes. Apesar dos novos turistas as gentes da Nazaré, passeiam-se como se nada tivesse mudado há decadas.
Algumas casas revelam a traça de início do séc XX, cuidadas por quem teve mais oportunidades, a quem a vida permitiu melhores condições.
Outras casas mais modernas, mais simples, mostram a vida das gentes pobres, que vivem as dificuldades de uma terra de gente do mar  com pouco sustento para enfrentar as dores da vida.

Antigas dirigentes da Segurança Social apontam falhas no sistema de adoção

O tempo de espera ainda longo, o desconhecimento de várias formas de acolhimento pelas famílias e poucos técnicos no terreno desde a pandemia são alguns dos problemas por solucionar na adoção de crianças institucionalizadas.

"O Centro de Portugal tem um potencial enorme, e uma necessidade evidente, para receber mais pessoas".

Em entrevista ao TejoMag Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro de Portugal, comenta o impacto dos nómadas digitais na economia da região.

Cancro na Gravidez

No podcast Estado com Arte vamos falar de cancro na maternidade. Sara Evan Santos que comenta como viveu este período de vida. Em março de 2018 Sara sentiu às 27 semanas um nódulo na mama na consulta de hematologia, devido à anemia. Acompanhada inicialmente nas consultas de obstetrícia no hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, Sara não descansou enquanto não encontrou uma unidade especializada em cancro da mama.

Plano de Drenagem em Lisboa

"Mais do que implementar novas propostas de engenharia para uma situação de catástrofe é importante atuar a montante do problema", diz, ao TejoMag, Joana Almeida, investigadora assistente em Engenharia do Ambiente, na NOVA School of Science and Technology.

Quem é a vereadora da Câmara de Oeiras que levou Isaltino Morais a tribunal?

Carla Castelo comenta no podcast Estado com Arte a polémica com Isaltino Morais, que foi a julgamento, e critica o modelo de construção do autarca que “é incompatível com a necessidade de gerir preventivamente o território.”

Salus Populi Romani em peregrinação até às JMJ23 lisboa

O ícone Sálus Pópuli Romani é um dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude 2023 em Lisboa, a réplica do antigo ícone mariano está em peregrinação pelas dioceses em Portugal, até ao encontro internacional com a presença do Papa Francisco, de 1 a 6 de agosto.

António Costa Pinto: “O dilema da direita é o mesmo dilema da esquerda até agora”

António Costa Pinto um dos três investigadores do livro The Oxford Handbook Of Portuguese Politics comenta em entrevista ao TejoMag o sistema partidário em Portugal nos últimos 50 anos. Nesta edição conjunta com Pedro Magalhães e Jorge Fernandes, os três investigadores do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, integram uma coleção de análise sobre as democracias do mundo. O foco do estudo incide na “dinâmica” mais recente de mudanças de partidos e da cultura política eleitoral.

Teresa Quintela de Brito sobre sentença dos incêndios de Pedrógão Grande, em junho de 2017: “As autoridades podem e devem concentrar-se na averiguação das responsabilidades de pessoas individuais e coletivas"

Teresa Quintela de Brito, Professora de Direito Penal e Processual Penal da Universidade de Lisboa, em entrevista à TejoMag, comenta que devem ser averiguadas as causas dos incêndios e os incumprimentos que, anteriormente, contribuíram para as 66 mortes. Diz mesmo que a investigação “deveria ter sido tão dirigida” ao que se passou durante o combate aos incêndios, o que foi feito ou poderia ter sido feito e por quem no “teatro de operações”, como aos incumprimentos que precederam os incêndios.

Miguel Paiva e Sousa: "Ceres quer atingir pegada zero de poluição"

Neste podcast a jornalista Marta Roque esteve à conversa com Miguel Paiva e Sousa, proprietário da Ceres Caldas da Rainha. O antigo complexo industrial de moagem foi transformado num hub criativo com produção de energia solar fotovoltaica a rondar os 30%. A meta é atingir pegada zero de poluição. Prevendo já no próximo ano chegar aos 50% de produção de energia solar fotovoltaica.